Discernindo os tempos II

Posted by Fabio souza     Category: Blog

Semana 7, 2009

Alguns anos atrás um grande estudo revelou que a maior questão que as pessoas têm é: Qual é o meu propósito? Esta foi à questão principal independente de raça, religião ou falta de religião. Isso só pode ser resultado de haver um destino inerente criado no coração de todo ser humano. É interessante que mesmo aqueles que não acreditam em Deus criam que estavam aqui por um propósito. As escrituras confirmam que o coração de todos fala ao dono que este tem um destino, um propósito. Buscar nosso destino é uma busca que soma riqueza, profundidade e satisfação à vida.Uma das razões principais que muitos Cristãos não conseguem encontrar seus destinos é que eles não têm encontrado seu lugar no corpo de Cristo, a igreja, que é o único lugar em que podemos verdadeiramente entender, quanto mais cumprir, nossos destinos. Como lemos em I Coríntios 11.27-30, não compreender nossos propósitos leva-nos à fraqueza, doença e até mesmo morte prematura.Assim, quem comer o pão ou beber o cálice do Senhor de maneira indigna será culpado do corpo de do sangue do Senhor.Que o homem se examine, e então coma o pão e beba do cálice.Pois quem come e bebe, come e bebe juízo para si se não discernir o corpo corretamente.Por esta causa muitos entre vós estais fracos e doentes, e alguns já dormem.Nós tomamos parte da comunhão de “maneira indigna” quando tomamos parte do ritual pensando que isso cumpre nossa obrigação de fazer o que o ritual representa. Neste caso, o ritual representa comunhão, ou a “comum união” que devemos ter com Ele e, portanto também com o Seu corpo. Não podemos estar apropriadamente juntados à Cabeça sem também estarmos apropriadamente juntados ao Seu corpo. Se formos cortados de Seu corpo, assim como se qualquer um de nossos membros fosse cortado do corpo natural, ficaremos fracos, doentes e, possivelmente, morreremos.É fácil entender por que tantos Cristãos não sentem que se encaixam na igreja como ela é hoje, mas a igreja precisa da ajuda destes para se tornar o que é chamada a ser. Esse pode ser um processo muito difícil e frustrante, mas precisamos dele em nossas vidas para amadurecer em Cristo e estarmos preparados para nossos propósitos. Se estamos esperando para a igreja amadurecer antes de nos juntarmos à ela, não conseguiremos nos encaixar nela porque ela estará muito à frente de nós. Se ela já estivesse se perfeita já fosse tudo o que precisava ser – não conseguiríamos nos encaixar porque não precisaria de nós.À medida que o reino se desdobra e cresce, a igreja será o veículo pelo qual o reino é revelado. Ela irá passar por transformações radicais nos tempos vêm. Você provavelmente já teve a impressão em seu coração de que muitas transformações são necessárias. Não as perca. Encontre seu lugar em Seu corpo. Cristãos que não estão no lugar certo acharão cada vez mais difícil andar no caminho da vida, e cairão. Como o Próprio Senhor avisou, seu amor se esfriará (veja Mateus 24.12). Esse aviso não foi a descrentes porque, em primeiro lugar, estes não têm o Seu amor; é, antes, uma palavra de cautela obviamente direcionada ao Seu povo. Aqueles cujo amor não está se fortalecendo irão enfraquecer, até que cheguem ao ponto de se desviarem da fé. Agora é a hora de encontrar seu lugar em Sua igreja, e começar a operar neste, e determinar-se a, cada semana, se aproximar mais do Senhor e amá-lo mais. Esta será a disciplina exigida daqueles que suportarão até o fim.Gostaria de terminar a palavra desta semana com um dos blogs diários de Leonard Jones:No mundo hoje, vemos pessoas emigrando de um país a outro onde suas esperanças parecem mais promissoras – Europeus do Leste estão se mudando em massa à Europa Ocidental, pessoas Latino-Americanas estão vindo aos EUA, e assim por diante. Vir a Jesus não é nada menos real do que alguém que imigra a outro país. Trata-se de literalmente se mudar de um reino a outro onde há mais esperança. Existe uma menção na Estátua da Liberdade, e creio que é o que Deus está falando ao mundo agora mesmo: Me dê os seus cansados, seus pobres, suas massas amontoadas que anseiam para respirar livremente. Os miseráveis e infortunados, da sua praia de marés agressivas eles rejeitam o encanto. Envie estes, os desprovidos de lar e espancados, a mim somente. A minha lamparina ao lado da porta dourada eu levanto.

Rick Joyner, 09/fev/2009

[permissão para tradução gentilmente concedida pelo ministério MorningStar, www.morningstarministries.org]

3 Responses to “Discernindo os tempos II”

  1. Cassandra Says:

    Just do me a favor and keep writing such trhcneant analyses, OK?

  2. free kredit report central source übersetzung Says:

    Hi William,I agree with you; it’s not a very good solution. But works on some occasions very well, i.e if your app is touch only, the resolution is the same; so if you prepare the icon the right size, it looks quite well. Problem with SVG is; the icons you can make are quite limited, which is a big show-stopper.Ugur.-

  3. 8 pool coins hack Says:

    I did the Portland Marathon in the pouring rain and chilly temps. Use a lot of anti-chafe! Surprisingly, after a while you sort of forget you are soaking wet! At least I did until I took my armwarmers off and subsequently froze! When I tried to put them back on it was like trying to put on a wet swimsuit. Definitely wear a hat with a brim, too!

Leave a Reply