O Grito !

Postado por Fabio souza     Categoria: Blog

“Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranqüila e mansa, com toda piedade e respeito. Isto é bom e aceitável diante de Deus, nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade. Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, o qual a si mesmo se deu em resgate por todos: testemunho que se deve prestar em tempos oportunos.” (1 Timóteo 2:1-6)

Gostaria de fornecer uma direção para aqueles que foram chamados “…a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;” (1 Pedro 2:9). Pedro diferencia trevas de luz, e esse conceito se refere a entendimento e obscuridade em relação à conduta da vida. Então, para aqueles que fazem das escrituras parâmetros para sua conduta, vale uma reflexão nas palavras de Paulo ao jovem Timóteo, que estava indo para uma obra revolucionaria na cidade de Éfeso, sobre como ordenar o movimento da igreja internamente e na cidade. Esse capítulo é exclusivamente sobre o funcionamento fora, de como se mover em benefício de todos os homens (qualquer tipo): presidentes, deputados, prefeitos e governantes no geral, investidos de autoridade diz Paulo, ou seja, o estado. E antes de tudo – antes de tudo, antes de tudo – ele disse, “eu chamo vocês, exorto para a prática de súplicas, orações, intercessões, em ações de graças” (hehe).

Eu até admiro ver jovens do nosso país com atitude para uma mudança, e quero aproveitar para erguer essa exortação de Paulo que é o meio de influência para uma vida adequada em uma cidade. Paulo diz que isso é bom e aceitável a Deus, logo, há uma indicação de que Ele atende. Eu vejo jovens indo às manifestações, publicando, etc, e isso é interessante porque mostra um desejo, uma força de mudanças. Mas fico pensando: será que, como jovens, sabemos ou somos aplicados em saber como fazer? E o que significa suplicar, fazer orações, intercessões em ação de graças? Que tal a gente empenhar nossa força e alinhar nosso desejo com o desejo revelado a nós da parte de Deus? Seria muito bom que antes de irem para rua, eles consultassem uma casa de oração. As pessoas podem crer nisso, sim. Às vezes as vemos em busca de uma necessidade através de uma imagem de escultura… Por que não vir a consultar aqueles que estão sendo feitos à imagem de Deus, o Deus que reponde com a luz por meio daqueles que estão sendo iluminados por ela? Paulo diz que essa ação e postura nos unem e nos associam ao desejo de Deus ao seu plano: Vamos mobilizar!!! Oração é ação!!!

“Tendo Jesus entrado em Cafarnaum, apresentou-se-lhe um centurião, implorando: Senhor, o meu criado jaz em casa, de cama, paralítico, sofrendo horrivelmente.  Jesus lhe disse: Eu irei curá-lo.  Mas o centurião respondeu: Senhor, não sou digno de que entres em minha casa; mas apenas MANDA COM UMA PALAVRA, E O MEU RAPAZ SERÁ CURADO.  POIS TAMBÉM EU SOU HOMEM SUJEITO À AUTORIDADE, TENHO SOLDADOS ÀS MINHAS ORDENS E DIGO A ESTE: VAI, E ELE VAI; E A OUTRO: VEM, E ELE VEM; e ao meu servo: faze isto, e ele o faz.  Ouvindo isto, ADMIROU-SE JESUS E DISSE AOS QUE O SEGUIAM: EM VERDADE VOS AFIRMO QUE NEM MESMO EM ISRAEL ACHEI FÉ COMO ESTA.  DIGO-VOS QUE MUITOS VIRÃO DO ORIENTE E DO OCIDENTE E TOMARÃO LUGARES À MESA COM ABRAÃO, ISAQUE E JACÓ NO REINO DOS CÉUS.  AO PASSO QUE OS FILHOS DO REINO SERÃO LANÇADOS PARA FORA, NAS TREVAS; ali haverá choro e ranger de dentes.  Então, disse Jesus ao centurião: Vai-te, e seja feito conforme a tua fé. E, naquela mesma hora, o servo foi curado. ” (Mateus 8:5-13)

“…Tantas espécies de vozes no mundo, e nenhuma delas sem significação”.

Postado por Fabio souza     Categoria: Blog

O coração é que condiciona o ouvir o Espiritual. Na verdade, existe algo ainda a ser desenvolvido em relação ao campo musical no que diz respeito ao “som” que estamos buscando; trata-se de se comunicar espiritualmente. O ouvir não vai ocorrer enquanto também não soubermos comunicá-lo. Ambos, o ouvir e o comunicar são condicionados pelo nosso coração…

Da mesma sorte, se as coisas inanimadas que fazem som, seja flauta, seja cítara, não formarem sons distintos, como se conhecerá o que se toca com a flauta ou com a cítara? Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha? Há, por exemplo, tanta espécie de vozes no mundo, e nenhuma delas é sem significação. Mas, se eu ignorar o sentido da voz, serei bárbaro para aquele a quem falo, e o que fala será bárbaro para mim. Assim, também vós, como desejais dons espirituais, procurai sobejar neles, para a edificação da igreja. (1Coríntios 14:7, 8, 10-12 ARC)

Paulo fala sobre desejo, o desejar dons. Desejar está relacionado ao nosso coração, por isso deve estar relacionado com padrões corretos. Dons estão ligados às capacidades do nosso espírito humano, e o Espírito trabalha sobre o nosso para nos potencializar e nos desenvolver espiritualmente, com esse desejo provocando a sinergia. Isso estabelece a verdade que Yeshua fala em João 4.23-24:

Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.

Paulo cita um som para festa e um som de atenção para guerra, e também afirma que no mundo esses sons trazem seus sentidos. Vemos isso em nosso meio nas tendências musicais hoje e através dos tempos, que falam de que os corações desejam. Daí esse som vem com a música, criando um ambiente e um comportamento, além de trazer um significado, que, sendo ignorante, também é ignorado, ou seja, um bárbaro.

Por fim, o desejo pelos dons (ouvir e comunicar) tem que estar alinhado com o que também anseia o Espírito: o fato de que é dado para uma utilidade. “Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um para o que for útil.” (1Coríntios 12:7 ARC) Os que trabalham com música e arte precisam saber e compreender que necessitam dos dons espirituais para perceber e comunicar o som. Isto pelo fato de terem que se mover no Espírito, utilizando seu espírito para operacionalizar e a alma para comunicar por meio de sua criatividade e feeling. A alma nunca fica de fora; ela deve ser posicionada, assim como a mente.

Que fazer, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento. (1Co 14:15)

Nesse capitulo 14 de I Coríntios, Paulo não está eliminando coisas, mas ajustando-as e posicionando-as também: espírito e alma (mente).

O que eu vejo nessa canção Walk in the Promise ( http://www.youtube.com/watch?v=UU3ZzcBJTvI ) é que, mais do que a intenção de poetizar e musicalizar, comunica-se um desejo, produzindo um som e evocando uma postura de alegria, atenção, súplica, busca, etc. Eles usaram da música e da poesia…

Eu gostaria de convocar tangedores e salmistas para esse tempo, o que significa mais do que ser MÚSICOS e poetas. E que, sendo bons MÚSICOS e poetas, o sejam como bons instrumentos que propagam bons sons, sendo tocados pelo Espírito do Pai, pelo que Ele quer operar e sobre o que nós temos que invocar!

E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz: Ouvindo, ouvireis, mas não compreendereis e, vendo, vereis, mas não percebereis. Porque o coração deste povo está endurecido, e ouviu de mau grado com seus ouvidos, e fechou os olhos, para que não veja com os olhos, e ouça com os ouvidos, porque vêem, e os vossos ouvidos, porque ouvem. (Mateus 13:14-16 ARC)

O Senhor diz: “Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam é feita só de regras ensinadas por homens. (Isaías 29:13 NVI)

Apesar de tudo, me tragam aqui um tocador de lira”. Enquanto o músico tocava, a mão de Javé veio sobre Eliseu. (2Rs 3:15)

Depois chegarás ao outeiro de Deus, onde está a guarnição dos filisteus; ao entrares ali na cidade, encontrarás um grupo de profetas descendo do alto, precedido de saltérios, tambores, flautas e harpas, e eles profetizando. E o Espírito do Senhor se apoderará de ti, e profetizarás com eles, e serás transformado em outro homem. (1Sm 10:5-6)